Image Image Image Image Image

Scroll to Top

To Top

nossos filmes

Em 02, jul 2012 | No Comments | Em | Por Tangerina

Um Céu de Estrelas (1996)

Dalva, uma cabeleireira moradora do bairro da Mooca, em São Paulo, ganha em um concurso de penteados uma viagem a Miami. No dia de sua partida, seu ex-noivo invade a sua casa, transformando ela e sua idosa mãe em reféns de seu desespero.

Um Céu de Estrelas foi considerado pela crítica brasileira como um dos três filmes mais importantes da década de 1990.

 

  • Premiere Mundial – 21º Toronto International Film Festival – 1996

    uma produção Casa de Produção

    longa metragem

    ficção

    71 min

    1996


  • Paulo Vespúcio como Victor

    Leona Cavalli como Dalva

    Néa Simões como Mãe de Dalva

    Ligia Cortez como Repórter

    Rosa Petrim

    Norival Rizzo


  • direção Tata Amaral

    adaptação livre do romance “Um Céu de Estrelas” de Fernando Bonassi

    produção executiva Renato Bulcão e Maria Ionescu

    roteiro Jean Claude Bernardet e Roberto Moreira

    direção de fotografia Hugo Kovensky

    direção de arte Ana Maria Abreu

    montagem Idê Lacreta

    direção de som Eduardo Santos Mendes e João Godoy

  • 21º Toronto International Film Festival – Premiere Mundial – 1996

    27º International Film Festival Rotterdam – Seleção Mostra Especial ‘The Cruel Machine’ – 1998

    47º Berlin International Film Festival – Seleção Mostra Forum – 1997

    Festival Internacional del Nuevo Cine Latinoamericano de Havana – Prêmio Opera Prima (Tata Amaral), Menção Especial do Júri (FIPRESCI), Melhor Edição e Melhor Som – 1997

    Festival de Biarritz Amérique Latine – Prêmio Especial do Júri – 1996

    Festival de Cinema Latino de Boston – Melhor Filme – 1997

    Festival del Cinema Latino Americano di Trieste – Melhor Filme e Menção Especial pela melhor interpretação dos atores – 1997

    Festival Films des Femmes de Créteil – Prêmio Especial do Júri – 1997

    29º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro – Melhor Diretora, Melhor Roteiro, Melhor Edição de Som e Menção Honrosa do Júri da UNESCO – 1996

    Associação Paulista dos Críticos de Arte – Melhor Diretora, Melhor Roteiro e Melhor Atriz – 1996

Fazer um Comentário